Skip to content

Resenha: Rurouni Kenshin (Bandai, 2012) [figura de ação]

29 de março de 2013

Avaliação:

Olá, queridos e queridas! Hoje venho orgulhosamente trazer a terceira resenha de figuras de ação do blog! Ah, repararam que eu troquei action figure pelo termo em português? Só não vale chamar de “boneco”, tá, gente? Desrespeito e inadequação, isso!

Como quem acompanha o blog há um tempo já sabe, estou lendo e me apaixonando pela minha primeira série de mangá, Rurouni Kenshin (quem quiser ler minhas impressões sobre os três primeiros volumes japoneses da série, clica aqui). Já estou bem avançada na história, mas como achei que não fazia sentido fazer resenhas e mais resenhas cheias de spoilers apenas para comentar as reviravoltas do plot, esperem que eu termine e faça um vídeo (tão cansados dessas promessas, né?) com minhas singelas opiniões sobre a obra, ok?

Agora, vamos à figura! Uma prévia em close dessa verdadeira obra de arte pop:

A figura faz parte da série Figurarts ZERO, da japonesa Bandai, terceira maior fabricante de brinquedos do mundo (só perde para as gigantes Mattel e Hasbro). Quem aqui teve um Power Ranger que trocava de cabeça na hora de morfar?! Pois é, pois é, todos eram da Bandai. O termo “ZERO” se refere ao número de articulações das figuras: nenhum. São como estátuas, o que desmente um pouco a ideia de “figura de ação”. Mas com uma qualidade e capricho desses, quem liga pra poses?! Não tentem mexer nas suas, estejam de olho! Fiquei logo ansiosa para colocar uma provável Kaoru na lista de desejos e formar um casal (esse ganhei de presente de aniversário antecipado da minha mãe), mas infelizmente só encontrei o Shishio, seu arquiinimigo, que combinasse (que é feio pra cacete caramba e que eu não pretendo comprar, rs).

Não tenho quase nada a declarar sobre a figura que não seja sobre sua perfeição. É a figura por volta de 15cm mais exata e fluida de formas do personagem  que encontrei. O rostinho delicado como o do rurouni, o detalhe cuidadoso da cicatriz, os olhões brilhantes, a vestimenta “congelada” no momento da posição de ataque, o cabelo esvoaçante, a delicadeza das mãozinhas no punho da sakabatou… sem falar na qualidade da pintura e num lindo pedestal decorado com sakura que o acompanha (esse é fácil de arranhar, principalmente com os próprios pezinhos do Kenshin, mas ninguém vai ver mesmo!). Vistas principais da figura para vocês:

No mais, a figura ainda traz, como extra, um segundo rostinho para aqueles que preferirem encarar a fisionomia battousai do personagem. Mas isso, além da encantadora embalagem (que eu nunca vou jogar fora!) da figura, deixo para vocês confirirem nessa vídeo resenha incrível do canal figurekings no YouTube, caso tenham interesse:

A quem tiver interesse em adquirir o seu, deixo aqui o perfil da loja do Mercado Livre através da qual comprei o meu sem problemas.

Bom feriado a todos e todas. Abraços e até a próxima!

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 6 de abril de 2013 20:44

    Jéssica, muito lindo! Adorei a expressão compenetrada da primeira foto, o olhar não é vazio, tem expressão e isto faz toda a diferença. Quero muito ler o mangá mas perdi o bonde e ainda não comprei nenhum volume pela JBC, então tenho que correr atrás do prejuízo.

    Ah, lembrança boa do dia: os Rangers que morfavam! Eram coisa fina naquela época!

    Bela aquisição. Abraços 😉

    • 6 de abril de 2013 21:54

      Ele é mesmo lindo, Luciano, parece vivo. ❤

      E se quiser um conselho de leitura, leia RuroKen. Mesmo!

Seu comentário é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: