Skip to content

Etc: Como surgiu a ficção científica?

21 de janeiro de 2012

Você, amigo leitor ou amiga leitora fã de Star Wars e cinema de ficção científica em geral, certamente já parou pra pensar em como tudo isso de seres extraterrestres, naves espaciais e simpáticos androides começou, não é mesmo? Se fizerem uma pesquisa rápida, chegarão à mesma conclusão que eu: na literatura.

É, literatura, por mais que os críticos (leia-se: pessoas com sede de status acadêmico que não pagam nossas contas) torçam o nariz para a ficção científica, considerando-a literatura “poupular” ou “de massa”. Querendo os críticos ou não (faz diferença?!), o fato é que a chamada literatura sci-fi representa os anseios científicos e sociais dos dois últimos séculos.

Para falar das origens da ficção científica não posso deixar de falar nas pulp magazines americanas. Eram revistas de baixo custo, confeccionadas com papel de polpa (aquele papel escurecido feito com restos de papéis já utilizados, daí seu nome) e tinham capas coloridas, apelativas e frequentemente machistas. A origem das pulp magazines remonta a fins do século XIX, e a ficção de polpa compunha-se basicamente de romances, histórias de detetive e heróis e, claro, ficção científica.

A pulp Amazing Stories, nascida em 1926, foi a primeira revista a veicular exclusivamente contos de sci-fi. Mais do que isso, foi responsável pela delimitação do gênero e sua nomeação. O primeiro responsável pela Amazing foi o célebre editor Hugo Gernsback, cujo nome foi dado a um dos prêmios máximos da ficção científica literária, existente até hoje: o Hugo, é claro! A revista teve 609 números, encerrando suas edições em 2005. Os primeiros continham contos de escritores já consolidados, como Verne e Poe.

A primeira revolução da sci-fi foi operada graças à revista Astounding Science Fiction, que teve seu primeiro número em 1930. O principal colaborador da revista era ninguém menos que Isaac Asimov (Fundação; Eu, Robô). Mais tarde, Asimov foi condecorado como um dos Três Grandes do gênero, juntamente com Robert A. Heinlein e Arthur C. Clarke. Pronto! Estava consolidada a ficção científica literária.

Algumas perguntas e respostas pertinentes…

Qual foi o primeiro livro de ficção científica publicado?
Pergunta bem difícil de ser respondida , mas vou citar um título überexpressivo, ainda do início do século XIX: Frankenstein, de Mary Shelley (sim, uma mulher!). As personagens do cientista maluco ousado e da criatura humanoide se popularizam, embora o termo science fiction só tenha sido cunhado nos anos 20 do século seguinte.

Ficção “especulativa”? Mas que raio significa isso?
Alguém que não tenha pesquisado sobre o tema pode estranhar essa demoninação. É muito simples: trata-se de uma classificação para toda aquela ficção que não se baseia na ciência “do possível”. Para os que a aceitam, ficção científica propriamente dita seria apenas aquela baseada na ciência real, que encontra base na literatura acadêmica.

Anúncios
10 Comentários leave one →
  1. 31 de julho de 2014 22:56

    Acho que o primeiro livro de ficção científica foi o de Francis Bacon, intitulado A Nova Atlântida. De uma olha e veja como ele se encaixa no perfil desse gênero literário.

  2. 25 de janeiro de 2012 20:35

    Eu adorei esse post, ó. Fico muito feliz quando encontro gente não pedante na nossa área, sabe. Mesmo.

    =D

    • 25 de janeiro de 2012 21:58

      Fico super feliz, Amanda! Sou alérgica a pedantismo mesmo. Não é nada atraente (nem útil!). Eu penso que os críticos são necessários: eles existem pra estabelecer aquela linha esnobe entre “literatura de verdade” e as “outras”, que é pra gente se divertir em ultrapassá-la e sermos transgressores felizes. ;}

  3. 25 de janeiro de 2012 11:35

    Oi Jéssica,
    adorei o post! Não conhecia a origem da ficção científica.
    Acho que, infelizmente, é muito comum a academia demorar a reconhecer a importância de um livro, autor ou estilo literário, mas acaba acontecendo. E com a ficção científica não vai ser diferente. 😉
    bjs,
    Amanda

    • 25 de janeiro de 2012 12:21

      Que bom que o blog te trouxe essa informação, Amanda! Volte sempre! ;]

  4. @AlyneAF permalink
    24 de janeiro de 2012 5:15

    Amei o post e o seu blog sempre trazendo coisas interessantes. Beijos, Jessy. 😉

    • 25 de janeiro de 2012 12:20

      Obrigada, Alyne. São comentários assim que me estimulam a continuar o blog. ;**

  5. Jesika permalink
    21 de janeiro de 2012 16:41

    Jessy… amei o post!! Já sabia que o cinema de ficção cientifica tinha sido origem na literatura, mas nunca me interessei em pesquisar, então aprendi mas essa!!! IoI E concordo com o seu posicionamento sobre a Shelley, foi realmente inovador a escrita dela, tanto para a literatura de terror/gótica, como por ser uma mulher!! ;p

    • 21 de janeiro de 2012 20:37

      Que bom, querida! Pode não parecer (queria que o texto ficasse leve), mas pesquisei bastante para escrever o post! xD

      Vale lembrar que estou aberta a sugestões acerca de novos posts sobre primórdios de gêneros literários aqui. ;*

Trackbacks

  1. Lumos | Bibliophile

Seu comentário é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: